A Culpa da Maternidade 1


A culpa da maternidade ! Algo que acompanha todas as mães, desde o momento que descobrimos a gravidez!

 

A Culpa da Maternidade, ou a Culpa na Maternidade….que sentimento é esse?
Segundo a Wikipédia culpa é : “Culpa se refere à responsabilidade dada à pessoa por um ato
que provocou prejuízo material, moral ou espiritual a si mesma ou a
outrem. O processo de identificação e atribuição de culpa pode se dar no
plano subjetivo, intersubjetivo e objetivo.
No sentido subjetivo, a culpa é um sentimento que se apresenta à
consciência quando o sujeito avalia seus atos de forma negativa,
sentindo-se responsável por falhas, erros e imperfeições….”
Eu costumo dizer que a maternidade e o sentimento de culpa são melhores amigos.
Ao mesmo tempo que me sinto uma péssima mãe,me sinto a melhor mãe que eu posso ser…
Ao mesmo tempo que eu quero que meu filho cresça para a vida, eu quero deixar ele bem juntinho de mim para que ele não cresça…

Ao mesmo tempo que quero ficar ao seu lado 24h para que nada de mal aconteça a ele, eu quero que ele saiba que não tem problema ele ficar sozinho…
Ao mesmo tempo que me preocupo por ele não ser como as outras crianças, eu quero que ele tenha o tempo dele para crescer e aprender…
Ao mesmo tempo que quero que ele me veja como uma mãe capaz de suportar toda a dor por ele, eu não quero que ele se sinta fraco a ponto de não poder lutar sozinho….
Ao mesmo tempo em que sei que preciso de um tempo para a mulher e não a mãe, me sinto a pior mãe do mundo por deixar ele algum tempo longe de mim….
Ao mesmo tempo que amo ficar com ele assistindo desenho, me sinto culpada por estar ali e sentir vontade de ver algo que não seja desenho animado…
Ao mesmo tempo em que respondo  com muita tranquilidade dez vezes a mesma pergunta, me sinto culpada pois a vontade era dizer…”Chega né filho”
Ao mesmo tempo que quero alguns minutos para ver meus e-mails ou ir ao banheiro com tranquilidade, me sinto culpada em deixar ele sozinho brincando no tablet ou assistindo tv…
Ao mesmo tempo em que ser mãe tem sido minha melhor parte, me sinto culpada em não estar fazendo tudo o que posso pelo meu filho….

Essas são somente algumas das culpas que eu, e tenho certeza que muitas outras mães sentem.
Um sentimento que ao mesmo tempo pode nos paralisar ou nos impulsionar a melhorar sempre.
Melhorar e não tentar ser a mãe perfeita,porque da mesma maneira que não existe a mulher perfeita não existe a mãe perfeita.
Eu tive , e ainda tenho ,sentimentos de culpa muito fortes e que me incomodam até hoje. O principal deles foi em relação a eu não ter conseguido amamentar meu filho.
Eu,particularmente, acredito que a culpa materna nunca vai deixar de existir, então o que temos que fazer é aprender como lidar com a culpa,e  é algo que devemos aprender todos os dias.
Precisamos nos aceitar como pessoas imperfeitas, que vão errar tentando acertar, que vão falhar , que podem cair, mas que são capazes de levantar, de aprender com os erros e acima de tudo, de se aceitar como imperfeitas,mas sem desistir de melhorar todos os dias!
Outro dia assistindo um filme ouvi a seguinte frase:

Culpa - A Culpa da Maternidade

A culpa sempre vai existir, mas que possamos aprender que o que fazemos todos dias pelos nossos filhos é o melhor que podemos fazer por eles!
Nunca duvide que VOCÊ É A MELHOR MÃE QUE SEUS FILHOS PODERIAM TER!!!!

Facebook // Instagram // Pinterest

pinit fg en rect red 28 - A Culpa da Maternidade


Um pensamento em “A Culpa da Maternidade

  • Juliana Pelizzari Rossini

    Oi Carol, tudo bem.
    Por mais dedicadas que somos, sempre vai existir a culpa, por pensar que podemos fazer melhor…
    Eu também sentia essa culpa, por não poder amamentar… Depois aprendi, que a vida não funciona do jeito que planejamos, a todo momento… Também aprendi a NUNCA julgar uma escolha ou atitude, devido essa experiência que passei, de não amamentar… Isso me mostrou que devemos confiar mais em Deus, e nunca julgar algo, até mesmo as coisas que parecem simples e natural, da natureza humana, pode ser que não saia do jeito que pensamos….
    Aprendi e tenho aprendido muito, e hoje não tenho mais culpa, apenas um sentimento de amor ao próximo, de compreensão as escolhas…
    Amei seu post.
    Me inscrevi aqui no seu blog, para receber as novidades… Te convido para fazer o mesmo no meu cantinho.
    Adorei te conhecer.
    Beijos
    Ju
    http://www.maesemfronteiras.com.br/

Os comentários estão desativados.