Dengue – Prevenção e Combate 1


dengue d caaa433e 1  - Dengue - Prevenção e Combate

Aqui em Sorocaba estamos vivendo uma época de caos em relação a Dengue. Os casos tem aumentado cerca de 70% em uma semana.
Já chegamos a 4 mil casos da doença. Infelizmente demoraram demais para tomar qualquer iniciativa para o combate, e quem se prejudica é a população.
Sim, a população tem sua parcela de culpa, mas os poderes públicos deveriam estar ai para auxiliar a população e não simplesmente contribuir para que o número de casos aumente ( ao meu ver quando um terreno da prefeitura vira criadouro do mosquito da Dengue a prefeitura esta sim contribuindo para que os casos aumentem,minha opinião).
Por isso todo cuidado é pouco,não somente para quem mora em Sorocaba, mas no Brasil esta muito complicado.
Por isso todos devemos fazer a nossa parte! Uso de repelente é indispensável!!!

th - Dengue - Prevenção e Combate
Esse é o repelente que temos usado no Davi

26757 - Dengue - Prevenção e Combate
Esse repelente é para nós

Abaixo segue algumas informações retiradas do site http://www.dengue.org.br/ .

MOSQUITO DA DENGUE

aedes 4 - Dengue - Prevenção e Combate

aedes 6 - Dengue - Prevenção e Combate aedes 5 - Dengue - Prevenção e Combate

A dengue pode ser transmitida por duas espécies de mosquitos (Aëdes aegypti e Aëdes albopictus), que picam durante o dia e a noite, ao contrário do mosquito comum, que pica durante a noite. Os transmissores de dengue, principalmente oAëdes aegypti, proliferam-se dentro ou nas proximidades de habitações (casas, apartamentos, hotéis), em recipientes onde se acumula água limpa (vasos de plantas, pneus velhos, cisternas etc.).
O Mosquito Aedes aegypti mede menos de um centímetro, tem aparência inofensiva, cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. 


Costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, ele pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa. Há suspeitas de que alguns ataquem também durante a noite. 


O indivíduo não percebe a picada, pois no momento não dói e nem coça. 

TRANSMISSÃO

A fêmea pica a pessoa infectada, mantém o vírus na saliva e o retransmite.
A transmissão ocorre pelo ciclo homem-Aedes aegypti-homem. Após a ingestão de sangue infectado pelo inseto fêmea, transcorre na fêmea um período de incubação. Após esse período, o mosquito torna-se apto a transmitir o vírus e assim permanece durante toda a vida. Não há transmissão pelo contato de um doente ou suas secreções com uma pessoa sadia, nem fontes de água ou alimento.

SINTOMAS

O tempo médio do ciclo é de 5 a 6 dias, e o intervalo entre a picada e a manifestação da doença chama-se período de incubação. É só depois desse período que os sintomas aparecem. Geralmente os sintomas se manifestam a partir do 3° dia depois da picada do mosquitos.
Dengue Clássica
Mais Febre alta com início súbito.
Mais Forte dor de cabeça.
Mais Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos.
Mais Perda do paladar e apetite.
Mais Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores.
Mais Náuseas e vômitos·
Mais Tonturas.
Mais Extremo cansaço.
Mais Moleza e dor no corpo.
Mais Muitas dores nos ossos e articulações.
Dengue hemorrágica
Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta:
Mais Dores abdominais fortes e contínuas.
Mais Vômitos persistentes.
Mais Pele pálida, fria e úmida.
Mais Sangramento pelo nariz, boca e gengivas.
Mais Manchas vermelhas na pele.
Mais Sonolência, agitação e confusão mental.
Mais Sede excessiva e boca seca.
Mais Pulso rápido e fraco.
Mais Dificuldade respiratória.
Mais Perda de consciência
sintomas - Dengue - Prevenção e Combate

PREVENÇÃO

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.
Dicas para combater o mosquito e os focos de larvas
DicasDicasDicasDicasDicas
DicasDicasDicasDicasDicas
Obs: Todas as imagens foram retiradas do site http://www.dengue.org.br/

pinit fg en rect red 28 - Dengue - Prevenção e Combate


Um pensamento em “Dengue – Prevenção e Combate

Os comentários estão desativados.